Lendo agora:
Verão 2020: Salvador terá maior visitação de turistas dos últimos 12 anos
Artigo completo 11 minutos de leitura

Verão 2020: Salvador terá maior visitação de turistas dos últimos 12 anos

A falha topográfica que desenha Salvador entre subidas e descidas, aliada a um povo que fala tocando e, ainda, à arquitetura colonial, comenta o engenheiro espanhol Cesar Vera, 50 anos, dão o charme da capital baiana – líder entre os destinos mais procurados do Brasil neste verão.

O título é resultado do levantamento da Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa), que engloba 82% das operadoras de grande porte. A 30 dias da estação, a expectativa é de que 2,8 milhões de turistas visitem a cidade no Verão 2020, que já figura entre o melhor dos últimos 12 anos.

A quentura começa oficialmente daqui a um mês, mas a disputa de espaço nas praias e a presença de visitantes do Brasil e do mundo já têm gostinho de Verão, afirma o secretário municipal de Cultura e Turismo, Cláudio Tinoco. Ele aponta que o feriado da Proclamação da República, no último dia 15 – quando 93% dos hotéis estavam ocupados – ajudou a dar uma dimensão do que estar por vir em dezembro, janeiro e fevereiro.

“Esta noite [quinta-feira, 21] atingimos 84% deste índice. Esperamos que o fluxo [de turistas] cresça 4,5% com relação ao ano passado, quando registramos 2,7 milhões”, diz Tinoco. O monitoramento, segundo o secretário, é possível a partir de pesquisas que levam em consideração os portais de entrada e saída da cidade por meios aéreos e terrestres, além do número de voos extras por parte das companhias aéreas nacionais.

Secretário municipal de Cultura e Turismo, Cláudio Tinoco, espera que o fluxo de turistas cresça 4,5% comparado ao ano anterior

Salvador que impressiona
Quanto à preferência dos turistas por Salvador, Cláudio Tinoco atribui à revitalização de áreas específicas da capital como o Terreiro de Jesus, no Centro Histórico, além de áreas recém revitalizadas como a orla de Itapuã e Ondina [veja lista abaixo].

“Locais que antes estavam interditados e que têm grande força cultural e atrativa para quem busca o lazer. A cidade está bonita e isso reforça nossa expectativa”, garante ao comentar que as toneladas de petróleo cru retiradas das praias, por ora, traduzem um risco.

Pela segunda vez, o espanhol Cesar Vera decidiu que viria passar dias quentes em solo soteropolitano. Diferente do verão passado, quando encontrou o Terreiro de Jesus em obras, ele pôde aproveitar melhor o Centro Histórico – lugar que escolheu como ponto de partida para apresentar Salvador à esposa, a bancária Monstserrat Cidoncha, 48. Em português esforçado, Cesar destaca os pontos históricos como sua principal motivação.

“É uma arquitetura que impressiona como, também, a geografia”, comenta, enquanto observa uma das ladeiras que dão acesso ao Largo de Pelourinho.

A simpatia do baiano, diz ele, também é algo que aproxima quem vem de fora. “A impressão é a melhor. Terra de gente muito simpática”, completa. Ao lado, Montserrat aproveita uma das pinturas dos casarões e posa para mais uma das muitas fotos que pretende tirar em Salvador até o próximo dia 30, quando partem para Morro de São Paulo, no Sul do estado. Em tempo, destaca ela, o turista que se preze precisa provar as comidas. E na hora de eleger o que de melhor experimentaram: “tudo o que é fruto do mar”.
Se Salvador lidera o interesse de turistas no Brasil, Flórida (EUA) é o destino preferido no exterior neste verão. A Braztoa indica que pontos como os destacados por Cesar têm ligação direta com a preferência dos turistas, que consideram riqueza histórica, cultural, religiosa e a gastronomia.

O secretário Cláudio Tinoco reforça que as intervenções realizadas na cidade sãos ferramentas de promoção do turismo. A trajetória de melhoria no âmbito, defende, também ajuda a explicar as três indicações da cidade ao Prêmio Nacional do Turismo 2019, do Ministério do Turismo (Mtur), que premia as melhores iniciativas do país no próximo dia 4 de dezembro.

Na vitrine
Para além das belezas naturais, os ensaios de verão e a infraestrutura também entram na conta de crédito da capital baiana aos olhos do mundo, defende o presidente da Associação Brasileira de Indústria de Hotéis (Abih-Ba), Glicério Lemos. De acordo com ele, a união do trade turístico à gestão municipal ajudou a posicionar a cidade nas “prateleiras”.

“A requalificação da cidade tem muito a ver com esse reposicionamento. É fruto de um trabalho de mais de quatro anos de um grupo [trade] que se uniu em prol da causa. Ano passado, tivemos 82% de ocupação e esse ano devemos chegar a 92%. É uma conquista enorme, porque há pouco tempo Salvador estava entre os últimos lugares ofertados”, comenta, ao reafirmar a boa temporada que está por vir.

O ápice da procura, segundo Glicério, deve acontecer nos dias do Festival da Virada, realizado na orla da Boca do Rio, de 28 de dezembro a 1º de janeiro. “Réveillon e Carnaval, sem sombras de dúvidas, teremos 100% preenchido”.

Presidente da Salvador Destination, Roberto Duran corrobora a expectativa de lotação e diz que o trabalho de reestruturação de um polo turístico acontece “de médio a longo prazo”. “É uma estruturação entre os diversos nichos do turismo e a prefeitura”. Segundo ele, o efeito começa a surgir quando a cidade é apontada como o lugar onde as pessoas querem estar. “Esse será o melhor [verão] dos últimos tempos”.

Duran afirma, ainda, que frutos melhores podem brotar entre o final de 2020 e início de 2021. “É preciso ter consciência de que turismo não acontece da noite para o dia, é um trabalho de quase cinco anos”, explica, ao destacar a abertura do novo Centro de Convenções, que deve ser inaugurado no início do próximo ano.

Autoestima
Para o presidente da Federação Baiana de Hospedagem e Alimentação do Estado da Bahia (FeBHA), Silvio Pessoa, o soteropolitano tem orgulho da cidade. Ele relaciona a autoestima do povo como um dos pilares que mantém erguida a boa fama de Salvador.

“A cidade está bonita e isso dá segurança às pessoas, que passam a ter orgulho de se afirmar e apresentar Salvador”, fala.

O representante do trade aponta novembro como um reflexo do que vai ser a alta estação. “Estamos em uma fase surpreendente com mais de 80% de ocupação este mês. A partir do Réveillon, aguardamos chegar a 95%”, avalia. A boa fase, segundo Silvio, deve durar pelo menos até a Quarta-feira de Cinzas, quando termina o Carnaval. Ele reforça que o trabalho, no entanto, não pode parar.

“Nem por isso devemos deixar de trabalhar. É necessário continuar atuando na capacitação de profissionais que trabalham nos hotéis”. Porque assim como a capital baiana, comenta Silvio, “outros destinos do Nordeste estão sempre na disputa pelo turista”.

Seja pela beleza, culinária ou tratamento que recebem por aqui, para a presidente da Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav), Ângela Carvalho, a fama só existe porque existe o “boca a boca”.

“É assim em qualquer lugar do mundo. Se a pessoa que vem aqui não comenta lá, de onde vem, sobre as impressões que teve, quem vai saber? É essa divulgação popular que fortalece a busca grande por nosso verão”, avalia.

A um mês da alta estação, Ângela diz que as agências também operam sob as melhores expectativas. “Que ele [verão] chegue logo, mas que só as vendas sejam superaquecidas”, brinca.

Querido turista
E os que vivem de vendas nos pontos turísticos da cidade garantem: quem vem de fora é bem tratado. Não que os conterrâneos não sejam, defende o comerciante Anaildo Santana, o Bamba do Pelô. Há cinco anos à frente da loja de artigos regionais que leva o próprio nome, na Rua das Portas do Carmo, no Centro Histórico, o comerciante assegura que o princípio para ser feliz nos negócios é saber tratar os clientes.

“O turista de hoje é bem informado. Ele chega, entra, pesquisa e compra ou não. Cabe a nós, apresentar as novidades da melhor maneira”, analisa.

Segundo Bamba, quem vem de fora do país já chega certo do que quer: “geralmente, coisas nossas, da Bahia, da nossa identidade”. Preços e tratamento são os mesmos, completa.

O comerciante Bamba está preparado para receber os visitantes em sua loja de artigos regionais (Foto: Mauro Akin Nassor)

“O turista tem que se sentir querido. Se você é um bom comunicador, esse turista vem de novo. E as minhas expectativas são as melhores para este final de ano”, salienta.

Vizinho de estabelecimento, o empresário Antônio Gonçalves viveu altas e baixas no Pelourinho. Revela que a loja de roupas e objetos reciclados que a família mantém há 85 anos já enfrentou dificuldades.

A esperança, contudo, sempre esteve presente. “Houve um período difícil quanto à segurança e outras questões ao longo do tempo, mas atualmente a expectativa é grande”, fala.

No Terreiro de Jesus, o porteiro Rogério Fernando de Melo, 40, observa a Catedral Basílica de Salvador. Ao lado da mulher Daniela de Melo, 37, tenta aproximar a filha, a pequena Luiza, 3, de uma baiana.

Na estreia da família na Bahia, o porteiro se diz impressionado com tudo: da “aparência” às pedras portuguesas dispostas no Centro Histórico da capital, onde ficam até a próxima terça-feira (26), quando seguem para a Ilha dos Frades. “O que me encanta por aqui é a história. Não é todo dia que estamos na primeira capital do Brasil”, destaca. Daniela confirma. “É tudo muito bonito. Fizemos boa escolha”.

Natural de Londrina, no Paraná, conta que veio pelo valor cultural. Tímida, a pequena quer saber quem é aquela mulher que veste branco, usa torço e lhe chama pelo nome. “Bonita, né? É uma baiana de verdade, filha”, explica o pai, que ri e ensaia uma foto.

Locais queridinhos dos turistas
Pelourinho
Santo Antônio Além do Carmo
RioVermelho
Farol da Barra
Porto da Barra
Mercado Modelo
Praia de Itapuã
Baía de Todos os Santos | Ilha dos Frades
Caminho da Fé – Colina Sagrada, Igreja do Bonfim, Memorial de Santa Dulce dos Pobres
Ribeira
Eventos do Verão de Salvador
Novembro

Chácara Baluarte – Balinho de Quinta (part Daniela Mercury) [23/11]
Trapiche Barnabé – Biergaten (Lutte, Amy Reggae House e Dj May) [24/11]
Pelourinho – Cortejo Afro [25/11]​​
Dezembro

Boca do Rio – Festival da Virada [28/12 a 01/01]
Iza, Claudia Leitte, Vintage Culture, Bell, Durval, Matheus e Kauan, Saia Rodada, Paralamas, Anitta, Luan, Harmonia do Samba, Simone e Simaria, La Fúria, Igor Kannário, Alok, Gusttavo Lima, Psirico, Wesley Safadão, Licoln & Duas Medidas, Dennis DJ, Léo Santana, Ivete, Jorge e Mateus, Xand Avião, Saulo e Daniela Mercury

Chácara Baluarte – Luiz Caldas e Moraes Moreira [01/12] e Alexandre Peixe e Fanfarra Gravata Doida [25/12]
Teatro Castro Alves (TCA) – Maria Bethânia [08/12]
Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM) – Saulo e Jau [08/12]
Concha Acústica do TCA – Gilberto Gil [15/12]
Cerimonial Rainha Eleonor – Bell Marques [22/12]
Janeiro

Candyall Guetho Square – Ensaio da Timbalada [05/01]
Cidade Baixa – Lavagem do Bonfim [19/02]
Trapiche Barnabé – Bloco do Silva [25/01]
Chácara Baluarte – Daniela Mercury, Cortejo Afro e Bailinho de Quinta [26/01]
Teatro Castro Alves (TCA) – Vanessa da Mata [26/01]
Fevereiro

Arena Fonte Nova – Festival de Verão Salvador [01/02 e 02/02]
Àttooxxá, Baco Exu do Blues, Harmonia do Samba, Zé Neto e Cristiano, Denis DJ, Ferrugem, Ivete Sangalo, Iza, Marcelo Falcão, Bell Marques, Clean Bandit, Felipe Araújo, Vitão, Dilsinho, Léo Santana, Melim, Parangolé e Wesley Safadão

Carnaval de Salvador – Circuito Dodô (Barra), Circuito Osmar (Campo Grande), Circuito Batatinha (Pelourinho) + Carnaval dos Bairros [20/02 a 25/02]

Fonte: Correio da Bahia

Lena Sena foi empresária do mundo da moda e também do segmento de alimentação. É designer de interiores e paisagista, duas de suas grandes paixões. Também é arteira, como gosta de ser chamada entre os que trabalham com artesanato, atividade que continua a lhe conferir belas criações.

Deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Input your search keywords and press Enter.