Lendo agora:
Segunda etapa de requalificação da orla da Barra começa em dez dias
Artigo completo 3 minutos de leitura

Segunda etapa de requalificação da orla da Barra começa em dez dias

Obra está orçada em R$ 27 milhões e depende apenas da aprovação da Caixa para ter início

A segunda etapa das obras de requalificação da orla da Barra começará em dez dias. A primeira parte da reforma, orçada em R$ 6 milhões, será financiada com recursos da Caixa Econômica Federal e da prefeitura de Salvador. A previsão é que a obra seja finalizada em oito meses.

De acordo com o  secretário municipal de Infraestrutura e Defesa Civil de Salvador, Paulo Fontana, a obra será dividida em duas etapas. Na primeira, que deve ser iniciada no começo de março, será reformada a área entre o Barra Center e o antigo Clube Espanhol. Já na segunda, as obras vão ser realizadas no trecho entre o antigo Clube Espanhol e a Praia da Paciência, no Rio Vermelho.

Segundo Tania Scofield, presidente da Fundação Mário Leal Ferreira, responsável pelo projeto, o foco da primeira etapa é a reforma e construção das calçadas. “Atualmente, os passeios daquela região têm em média dois metros de largura, ou são até mais estreitos do que isso. Com a reforma, eles passarão a ter entre 3,80 e 4 metros”, afirmou.

 

RTEmagicC_21c2b6293e.jpg

 

Além  do alargamento das calçadas, o lado direito do trecho entre o Barra Center e o Clube Espanhol vai ganhar uma ciclovia. Já no lado esquerdo vão ser construídas novas calçadas. O material utilizado para a pavimentação será parecido com o que foi instalado no primeiro trecho da orla na Barra. Segundo Tania, a intenção é dar uma ideia de continuidade entre os trechos reformados. Mas, ao contrário do que foi feito na primeira etapa, na segunda não será construído um piso compartilhado para pedestres e veículos.  Além da pavimentação, estão previstas obras de drenagem e reformas na iluminação pública e no sistema de água e esgoto das vias.

De acordo com Paulo Fontana, medidas para diminuir os transtornos que as obras podem provocar no tráfego de veículos vão ser discutidas em conjunto com a Transalvador. A segunda parte dessa etapa – orçada em R$ 27 milhões – depende da aprovação do financiamento da Caixa para ser licitada e iniciada. O secretário estima que o processo de licitação deva ser iniciado já no mês de março.

O projeto de requalificação da segunda etapa prevê a reforma de praças, mudança no tráfego da orla de Ondina, inclusão de pontos de acessibilidade, construção de quiosques, ciclovias e áreas de contemplação.

 

(Fonte: Portal Jornal Correio da Bahia – Yne Manuella/ Foto: Reprodução)

 

ASSINATURA

 

Lena Sena foi empresária do mundo da moda e também do segmento de alimentação. É designer de interiores e paisagista, duas de suas grandes paixões. Também é arteira, como gosta de ser chamada entre os que trabalham com artesanato, atividade que continua a lhe conferir belas criações.

Deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Input your search keywords and press Enter.