Lendo agora:
Exame de paciente no Rio com suspeita de ebola dá negativo, diz ministério
Artigo completo 3 minutos de leitura

Exame de paciente no Rio com suspeita de ebola dá negativo, diz ministério

O Ministério da Saúde informou hoje, em seu site, que o exame para diagnóstico etiológico do paciente guineano Souleymane Bah, suspeito de infecção pelo vírus ebola, teve resultado negativo. A confirmação, contudo, só deve ocorrer após a realização de um segundo exame.

“O ministério da Saúde informa que o exame para o diagnóstico do paciente suspeito de infecção pelo vírus Ebola teve resultado negativo”, afirma um comunicado, antes de explicar que o exame precisa ser confirmado em 48 horas.

A segunda amostra de sangue será colhida amanhã e ela também será enviada para análise laboratorial no Instituto Evandro Chagas, no Pará, que pertence à Secretaria de Vigilância em Saúde, do Ministério da Saúde, e é um laboratório público de referência internacional para febres hemorrágicas. O resultado deve sair na segunda-feira (13). Até lá, Bah ficara isolado.

10out2014---paciente-guineense-com-suspeita-de-ebola-chega-ao-instituto-nacional-de-infectologia-evandro-chagas-ini-na-fiocruz-fundacao-oswaldo-cruz-no-rio-de-janeiro-rj-nesta-sexta-feira--1412971605134_956x500

De acordo com a nota do Ministério, o estado de saúde do paciente é bom, ele não apresenta febre e está mantido em isolamento total no Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, no Rio de Janeiro (RJ). Se o caso também for descartado como ebola no segundo exame, o paciente sairá do isolamento e o sistema de vigilância dos contactantes será desmontado.

Com o resultado negativo, as 64 pessoas que tiveram contato com o paciente e estavam sendo monitoradas deixarão de ser acompanhadas.

O caso suspeito de ebola foi notificado na quinta-feira, na Unidade de Pronto Atendimento Brasília, em Cascavel (PR). Bah, de 47 anos, saiu de Guiné, na África Ocidental, no dia 18 de setembro, com conexão em Marrocos, e chegou ao Brasil em 19 de setembro. Por apresentar febre e ter vindo de um dos países com casos da doença, o caso foi classificado como suspeito.

Os sintomas de Bah surgiram no 20º dia depois de sua saída da Guiné, dentro do prazo de incubação da doença, que é de 21 dias. Desde a tarde da quinta-feira, quando chegou ao ambulatório, não voltou a apresentar sintomas e sua temperatura é normal.

Desde sexta-feira, no entanto, o ministério já havia anunciado que seu estado de saúde era bom e ele não apresentava febre. O paciente foi transferido para o Rio de Janeiro para acompanhamento.

Segundo o ministro da Saúde, Arthur Chioro, também foi feito um teste para malária no paciente, que deu negativo. Chioro disse que “todos os protocolos foram aplicados”, e a resposta das autoridades foi “um sucesso”. Ele também afirmou que o isolamento da UPA de Cascavel foi feita de forma “adequada”.

O governo notificou a Organização Mundial da Saúde (OMS).

A epidemia de ebola já matou mais de 4.000 pessoas. Os países mais afetados são Guiné, Libéria e Serra Leoa. (Com Estadão Conteúdo, BBC Brasil e agências internacionais).

 

(Fonte: Portal Bol / Foto: Rodrigo Rodrigues/ Futura Press/ Estadão Conteúdo)

 

ASSINATURA

 

Lena Sena foi empresária do mundo da moda e também do segmento de alimentação. É designer de interiores e paisagista, duas de suas grandes paixões. Também é arteira, como gosta de ser chamada entre os que trabalham com artesanato, atividade que continua a lhe conferir belas criações.

Deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Input your search keywords and press Enter.