Lendo agora:
Casarão da década de 50 será transformado em café e hotel
Artigo completo 3 minutos de leitura

Casarão da década de 50 será transformado em café e hotel

A hospedaria só deve ficar pronta depois que o Café já estiver em funcionamento

 

O tradicional bairro da Graça receberá, no próximo mês, um projeto inovador assinado pelos arquitetos Gabriel Magalhães e Luiz Cláudio Souza. O projeto do Café da Graça ocupa uma casa da década de 50, que ainda abrigará hospedaria de charme, com apenas quatro suítes, também assinada pela dupla. As cores na decoração vieram a partir da comunicação visual criada pelos designers responsáveis e pela inspiração trazida pelos clientes, que deram aos arquitetos como referência uma rede de café inglesa chamada The Blue Legume.

RTEmagicC_cafedagraca.jpg

Inspiração em cafés europeus, o projeto do Café da Graça é sofisticado. O espaço abrigará hospedaria de charme com apenas quatro suítes

A hospedaria só deve ficar pronta depois e a ideia é que cada quarto tenha uma leve inspiração em alguns filmes de Pedro Almodôvar.  “O Café da Graça foi inspirado nas tendências atuais de estabelecimento deste tipo nos grandes centros urbanos. Ele ficará instalado dentro de um sobrado antigo no bairro da Graça, extremamente charmoso e vai abrigar além do Café, uma hospedaria conjugada, com 4 quartos. O projeto foi pensado para resultar num espaço aconchegante, tirando partido da arquitetura original do espaço e aplicando intervenções pontuais, misturando elementos contemporâneos aos já existentes na casa”, conta Magalhães.

O proprietário do imóvel, Marcos Lima, que é fotógrafo de arquitetura e decoração, conta que a ideia do café surgiu depois de uma temporada europeia. “A escolha envolveu uma longa busca, ficamos meses à procura de um ponto. Sabíamos que a Graça era um alvo ideal por ser um bairro muito charmoso, central e que carrega uma forte característica cultural”, explica.

O Café vai oferecer tortas, que o cliente poderá comer no próprio Café ou levar congelada para casa. No cardápio, serão mais de 20 opções de sabores passando pela tradicional torta holandesa, alemã, marroquina, profiterolis, bolo bem casado, cheesecake de frutas vermelhas e muito mais.

No local, também haverá uma pousada. “Teremos no local um pequeno ‘hotel boutique’ que estamos denominando de hospedaria. O uso do termo hospedaria surgiu, pois o que pretendemos oferecer ao nosso cliente é um local despretensioso, mas com muito bom gosto e com um caráter exclusivo. A nossa missão é fazer com que os nossos hóspedes sintam que estão sendo bem tratados em um local que oferece uma bela decoração, conforto e atenção. Teremos 4 quartos, todos com suíte, ar- condicionado, frigobar, TV a cabo e acesso wifi. Sendo que uma dessas acomodações é também um estúdio com espaço que engloba uma cozinha e pequena sala”, conta Lima.

A hospedaria só deve ficar pronta depois que o Café já estiver em funcionamento. A data da inauguração ainda não foi divulgada nem o preço das hospedagens.

 

(Fonte: Portal Jornal Correio da Bahia – Jorge Gauthier (jorge.souza@redebahia.com.br)/ Foto: Reprodução)

 

ASSINATURA

 

Lena Sena foi empresária do mundo da moda e também do segmento de alimentação. É designer de interiores e paisagista, duas de suas grandes paixões. Também é arteira, como gosta de ser chamada entre os que trabalham com artesanato, atividade que continua a lhe conferir belas criações.

Deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Input your search keywords and press Enter.