Lendo agora:
As vantagens da porta de correr
Artigo completo 3 minutos de leitura

As vantagens da porta de correr

Solução permite ter amplitude e privacidade, em um desejável jogo de mostra e esconde

676b7gcap011cc419lg9gj1tlc6pv

A cozinha é integrada à sala de jantar no projeto da designer de interiores Maria di Paci. O porcelanato do piso contribui para a sensação de continuidade

Integrar ambientes é recurso amplamente utilizado para ampliar a sensação de espaço, facilitar a circulação e estimular a convivência dos moradores. Porém, uma casa toda aberta pode não ser muito prática no dia a dia. Como manter a intimidade quando chegam visitas? Ou esconder a bagunça e evitar a passagem de odores, barulho e sujeira para todos os cômodos? Há momentos em que áreas fechadas fazem falta. Por isso, as portas de correr (usualmente usadas em armários) são uma excelente solução. “Como são vãos maiores do que as portas convencionais, a integração é maior. Ao mesmo tempo, é muito simples fechar quando necessário”, explica a arquiteta Caroline Gabriades.

A designer de interiores Maria di Paci, por exemplo, adotou este tipo de divisória em mais de um ambiente. A cozinha, que costuma ficar fechada no dia a dia, se transforma emespaço gourmet aos finais de semana, quando integrada à sala de jantar. Já o home theater normalmente é integrado ao living, mas pode ser fechado se os homens quiserem assistir a um jogo enquanto as mulheres batem papo na sala. “Fiz a casa para reunir os amigos e a porta de correr é muito importante neste contexto”, explica Maria.

Trabalhar as folhas da porta com diferentes materiais, texturas, cores ou mesmo ferragens é uma opção para completar a decoração, mas se a ideia for torná-la “invisível” quando fechada, o ideal é fazê-la na mesma cor da parede. Trilhos embutidos no forro de gesso, ausência de batentes e folhas escondidas na parede quando aberta ajudam a reforçar a ideia, quando aberta. Em alguns casos, é impossível sequer saber que existe ali uma divisória (veja na galeria de fotos).

Adepta do recurso em seus projetos, a arquiteta Paula Magnani aconselha, no entanto, a evitar o recurso em banheiros e cozinhas. “A vedação nunca é completa, então o cheiro passa. Só uso em áreas sociais”, explica. Mas a opinião não é unanimidade e a solução pode ser comumente encontrada em suítes com metragens reduzidas ou mesmo para isolar o closet sem perder espaços preciosos de circulação.

(Fonte: Portal Ig –  Maria Silvia Ferraz/ Foto:  Thinkstock/Getty Images)

 

ASSINATURA

Deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Input your search keywords and press Enter.