Lendo agora:
Show-documento #ComproVendoTrocoAMOR
Artigo completo 6 minutos de leitura

Show-documento #ComproVendoTrocoAMOR

O ator, performer, dramaturgo e diretor teatral Luiz Antônio Sena Jr leva a público suas histórias de amor através do projeto #ComproVendoTrocoAmor, show-documento que ocupará três espaços alternativos da cena teatral baiana: Casa d’A Outra (29 de novembro), Casa Evoé (30 de novembro) e Casarão Barabadá (01 de dezembro), às 20h, no esquema Pague Quanto Puder. Um grande compartilhamento de vida em cartas, músicas, imagens fotográficas e audiovisuais, textos e cenas interativas.

É uma experiência de estar na sala de casa, para que o público possa também compartilhar e rememorar suas histórias. É um grande documentário de amor a partir daqueles que protagonizaram narrativas na vida deste artista, desde ex-namorados, paqueras e “crushs”, até amigos e familiares. Um encontro com várias pessoas que passaram por seus 34 anos.

Sob as luzes, essas histórias são atravessadas por canções e questionamentos evocados por fragmentos pessoais escritos em cartas, mensagens de whatsapp e encontros de corpos e afetos transitando entre músicas autorais e composições da música popular brasileira que evidenciam o amor. Nomes como Gal Costa, Milton Nascimento, Djavan e Alcione, assim como vozes da cena mais contemporânea (Silva, Mahmundi, Lagum e 5 a seco, entre outros) são revisitados.

Acompanhado dos músicos Anderson Danttas, Filipe Mimoso e Roquildes Júnior, Luiz Antônio transforma o show em um levante em que se busca o direito de existir, de amar e de viver uma relação como qualquer cidadão. “O projeto todo vem pra falarmos de amor e morte, de como essas duas pontas se encontram resultando em atos odiosos, calcados de violência. Queremos validar a homoafetividade, o amor entre pessoas do mesmo sexo”.

O show, que tem provocação cênica do iluminador e diretor teatral Marcus Lobo, busca evidenciar aquilo o que é amor na concepção dele e o que tange as relações homoafetivas. “É um show que tocará as pessoas pois todo mundo já teve um desamor, uma relação platônica que nos tirou do chão. É disso que queremos falar. Sobre essas relações flashs. Marcou, registrou e passou a ser memória”, descreve Marcus Lobo.

Lobo acrescenta que esse trabalho parte do íntimo de Luiz Antônio em compartilhar momentos de amor mútuo. “Apesar de estarmos falando sobre propostas de amores, desamores, pré-amores, de amores que não são amores, o mais importante desse show é essa vontade de dizer que o amor ainda é uma parcela da nossa existência e de troca com o outro”, destaca.

Marcus Lobo está responsável pela concepção de luz do show nos três espaços e pontua que ela foi construída a partir das sensações e momentos que Luiz vai compartilhar com o público: “Momentos festivos, intimistas, de interação com a plateia e o dissolver de outras sensibilidades visuais e memórias. Sentimentos que estão guardados dentro de uma cômoda antiga revelando o que estava guardado”, antecipa.

Apesar do show ter uma dramaturgia baseada em suas histórias, Luiz Antônio Sena Jr. se baseia na poética do teatro documentário, em que se fricciona realidade e ficção, para torná-lo mais coletivo. Um dos objetivos é proporcionar ao público espaços em que se possa enxergar o amor acima das diversas diferenças de gênero e orientação sexual.

“Como eu acabo sendo um documento do mundo sob a ótica do amor? A ideia é que as pessoas cheguem e vejam alguém que partilha suas narrativas para que juntos possamos acreditar na possibilidade de amar e ser feliz, de construir um território para todo e qualquer cidadão que queira amar”, ressalta o ator.

Para montar o show #ComproVendoTrocoAMOR Luiz Antônio passou por um processo de investigação de suas histórias – lugares de derrapagem, de apaixonamento, de humor pleno, fim de relação, tristeza e perda. “Perpasso por esses meus caminhos com o objetivo de mostrar a capacidade de se reconfigurar o amor em algo bonito e não em dores”, especifica o performer.

É SÓ AMOR³
#ComproVendoTrocoAmor é a segunda de três etapas do projeto É SÓ AMOR³, contemplado pelo edital Arte Todo Dia – Ano IV, Bairro a Bairro, da Fundação Gregório de Mattos – Prefeitura de Salvador. Todo o projeto é baseado na arte documental e é atravessada por diversas linguagens artísticas.

A primeira etapa foi a exposição urbana É SÓ AMOR, resultado de um intercâmbio entre as artes visuais e o teatro, com fotos que sugerem atos afetivos protagonizados por dois homens expostas na Avenida Carlos Gomes, no Politeama e no Garcia. Vale lembrar que, um dia após a colagem dos lambes, a exposição foi atingida por atos de vandalismo homofóbico.

A segunda fase, pois, é o show #ComproVendoTrocoAMOR, momento em que o artista interage com a música. “Desde 2009, A Outra Companhia de Teatro, grupo que integro, desenvolve uma pesquisa que compreende que a música, assim como o teatro, cria narrativas”, realça.

Por fim, o ato performático TOMATEAMO – terceira etapa do É SÓ AMOR³ – cruza teatro, dança e performance, sob a provocação do ator, bailarino e transformista baiano, Anderson Danttas que é integrante d’A Outra Companhia

Artista – Perfil
Idealizador do projeto, Luiz Antônio Sena Jr. é bacharel em Artes Cênicas pela Escola de Teatro da UFBA com habilitação em Interpretação Teatral e estudante do curso de Pós-Graduação em Gestão e Políticas Culturais pela UFRB. Atualmente, integra A Outra Companhia de Teatro, onde além de ator também é diretor e produtor, desenvolvendo ainda ações de dramaturgia e iluminação.

Como ator, trabalhou com diretores de reconhecido mérito como Harildo Déda (As bruxas de Salem), Thiago Romero (Menu e O que de você ficou em mim), Adelice Souza (Bagagem), Cristina Castro (José ULISSES da Silva), Fernando Santana (Frida Kahlo), Fernanda Júlia (Senzalas), Vinício de Oliveira (Arlequim e O Contêiner), Marcelo Souza Brito (Luz), dentre outros.
Enquanto diretor, destacam-se os espetáculos SERTÃO, Ruína de Anjos, O que de você ficou em mim, Remendo Remendó (pelo qual foi indicado a Revelação no Prêmio Braskem de Teatro, pela direção) e Mar me quer.

Na área de produção, desenvolve ações de gestão e produção nas áreas de teatro e dança, a exemplo dos projetos ENXERGUE! sonhos, memórias e declarações d’A Outra Companhia; Circulação nacional d’A Outra Companhia de Teatro no Palco Giratório 2017; VIVADANÇA Festival Internacional. Produziu também os espetáculos Madame Satã (2018), Mundaréu (2017), Desviante (2017), Menu (2016), Anoitecidas (2016), Kaiala (2016), Sobre a Pele (2016), Rebola (2016), Ruína de Anjos (2015) e mais de uma dezena de montagens.

Serviço
O quê: #ComproVendoTrocoAMOR – show-documento com Luiz Antônio Sena Jr.
Onde: Casa d’A Outra (29 de novembro), Casa Evoé (30 de novembro) e Casarão Barabadá (01 de dezembro)
Quanto: Pague Quanto Puder

Foto: Divulgação

Lena Sena foi empresária do mundo da moda e também do segmento de alimentação. É designer de interiores e paisagista, duas de suas grandes paixões. Também é arteira, como gosta de ser chamada entre os que trabalham com artesanato, atividade que continua a lhe conferir belas criações.

Deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Input your search keywords and press Enter.