Lendo agora:
Melhores Crônicas Cecília Meireles
Artigo completo 2 minutos de leitura

Melhores Crônicas Cecília Meireles

biografia-e-obras-de-cecilia-meireles

Os leitores que conhecem Cecília Meireles apenas como poeta não sabem o que perdem ignorando as suas crônicas. Insinuante, persuasiva, lírica, suave, feminina, sempre e sempre poeta, de uma leveza de pena dançando no ar, por vezes indignada com o desconcerto do mundo ou as travessuras dos humanos, a cronista é um caso de amor à primeira leitura.

Como em toda relação amorosa autêntica, sobretudo em sua fase inicial, a cronista está sempre surpreendendo, com uma frase feliz, uma colocação inusitada, um piscar brejeiro de olhos. No fundo desse mundo amável, porém, há um certo desencanto diante da vida, quando então se impõe “a sua tendência para o recolhimento espiritual, com leve toque de melancolia ou desencanto, para não dizer de renúncia e adeus”, como observa Leodegário A. de Azevedo no prefácio.

ArquivoExibir

O deslumbramento diante do espetáculo do mundo, porém, predomina nessas crônicas, divididas em três partes: crônicas em geral, de viagem e de educação. Que cada um escolha a sua praia, de acordo com as suas tendências, para iniciar a viagem.

Há de tudo para todos os gostos: acontecimentos, impressões – por vezes aproximando-se do conto –, lembranças da infância, reflexões sobre sentimentos, como a cólera ou a bomba atômica. As crônicas de viagem contam fatos vistos, vividos ou sentidos em várias partes do mundo (Cecília foi uma grande viajante), quando não tocam na própria alma de uma cidade ou país. Vejam-se as admiráveis “Evocação Lírica de Lisboa” e “Holanda em Flor”. Nas crônicas sobre educação Cecília dá expansão à educadora que havia dentro de si (foi professora a vida toda), consciente, sem jamais perder a ternura ou aborrecer o leitor, traçando pequenos quadros palpitantes de vida. Quadros talvez não. São mais aquarelas, de tons suaves, traços finos. Resistir quem há de?

(Fonte: Global Editora / Fotos: Google Imagens)

 

ASSINATURA

Lena Sena foi empresária do mundo da moda e também do segmento de alimentação. É designer de interiores e paisagista, duas de suas grandes paixões. Também é arteira, como gosta de ser chamada entre os que trabalham com artesanato, atividade que continua a lhe conferir belas criações.

Deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Input your search keywords and press Enter.