Lendo agora:
Espetáculo Carmen de Cervantes chega a Salvador
Artigo completo 4 minutos de leitura

Espetáculo Carmen de Cervantes chega a Salvador

carme

A atriz Ana Paula Bouzas vive a protagonista do espetáculo
“Sou uma personagem. Reconheço a fragilidade da minha existência imortal. A mortalidade não me foi dada. Já que não posso escrever-me, não aceitarei passiva o retrato imposto”. A fala é da personagem mítica Carmen, durante encenação que traz o fictício encontro dela com o célebre autor espanhol de Dom Quixote de La Mancha.
Nada mais apropriado no ano em que vários países do mundo lembram os 400 anos de morte do romancista e dramaturgo Miguel de Cervantes (1547-1616). A personagem, interpretada pela atriz baiana Ana Paula Bouzas é a protagonista do espetáculo Carmen de Cervantes, que chega a Salvador. A direção é de Fábio Espírito Santo.
A peça, que está em turnê pelo Nordeste, será apresentada no Teatro Gregório de Mattos sábado, às 19h30, e domingo, em dois horários, às 17h30 e 19h30. No elenco, além da baiana Ana Paula Bouzas, atuam os atores Samir Murad (Miguel de Cervantes), Ricardo Santos (José e Cobrador) e Maria Adélia (Rival e Catalina).
Estereótipos
Na trama, Carmen renega os estereótipos que lhe são atribuídos, pois não quer ser vista apenas como a cigana contrabandista, analfabeta, que usa a sensualidade e a magia para conquistar e enganar os homens.
Por esta razão procura o escritor Cervantes para convencê-lo a escrever uma nova história para ela, já que o olhar estrangeiro do seu criador (o francês Prosper Mèrimée) não fugiu do imaginário folclorizado da cigana sedutora, femme fatale, traiçoeira, capaz de atrair desgraças.
Só que Cervantes, já no final da vida, pobre e doente, está exausto por desenvolver sua arte em meio a tantas obrigações.
“Neste encontro, os dois terão que se reinventar”, afirma Ana Paula Bouzas, que, além de múltiplas leituras e pesquisas sobre o povo cigano, teve aulas de flamenco, não como foco para dança e sim para preparação do ator.
Várias camadas
“O espetáculo tem várias camadas de leitura e traz um texto não realista e que não tem linguagem coloquial. É um texto rebuscado”, destaca Ana Paula Bouzas, que nesta temporada também enfrentará o desafio de contracenar com dois atores, Ricardo Santos e Maria Adélia, que substituíram outros intérpretes para a turnê nordestina.
A atriz rejeita o rótulo de texto feminista, mas frisa que em momento de empoderamento feminino, a peça fala de uma mulher que quer sair do lugar que lhe foi colocada.
Já o diretor Fábio Espírito Santo afirma que o espetáculo é uma adaptação do conto original escrito por Marcos Arzua, presente no livro Quilombo Branco (2013). “Marcos queria adaptar o texto para o teatro e acabamos assinando junto a dramaturgia”, diz.
Voz a Carmen
O diretor afirma que “esta montagem Carmen de Cervantes tem como foco o trabalho do ator, a palavra”, acrescentando que o cenário é minimalista. O diretor diz também que a peça questiona as amarras das convenções.
A peça dá voz à personagem conhecida mundialmente, já que no romance de Prosper Mèrimée, escrito em 1845, a sua história é narrada da prisão por José, um de seus amantes e o seu assassino, momentos antes de ele ser enforcado.
O dramaturgo afirma que na sua pesquisa encontrou vários elos entre Carmem e Cervantes. “Na novela, ela fere a rival numa fábrica de charutos e Cervantes também feriu um homem. A personagem e o autor espanhol também foram presos algumas vezes”, acrescenta.
Delírio
O ator Samir Murad diz que a peça é um delírio de Cervantes. “Para construir meu personagem utilizei pesquisa corporal autoral que venho desenvolvendo inspirada em Antonin Artaud”, revela.
Serviço

O que: Carmen de Cervantes
Qunado: sáb, às 19h30, e dom, às 17h30 e 19h30
Local: Teatro Gregório de Mattos / Praça Castro Alves
Entrada: R$ 20e R$ 10 (meia)

Fonte: A Tarde/ Eduarda Uzeda

Foto :Debora Setenta/ Divulgação

Lena Sena foi empresária do mundo da moda e também do segmento de alimentação. É designer de interiores e paisagista, duas de suas grandes paixões. Também é arteira, como gosta de ser chamada entre os que trabalham com artesanato, atividade que continua a lhe conferir belas criações.

Deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Input your search keywords and press Enter.