Lendo agora:
Raymundo Sodré lança CD “Girassóis de Van Gogh”
Artigo completo 5 minutos de leitura

Raymundo Sodré lança CD “Girassóis de Van Gogh”

git

Álbum traz doze canções com temas que sensibilizam o artista e cumpre a proposta de valorizar a cultura nordestina e suas influências africanas.

O autêntico mestre do samba-chula da Bahia e um dos grandes artistas do seu tempo, Raymundo Sodré lançará amanhã, dia 8, às 19h, em noite de autógrafos na loja Pérola Negra, o CD “Girassóis de Van Gogh”. O encontro terá um pocket show, em que o cantor e compositor irá mostrar algumas canções do disco. O show completo do novo álbum acontecerá no dia 30 de abril (sábado), no Largo Pedro Archanjo, no Pelourinho, recebendo como convidados os parceiros musicais Bule-Bule e Roberto Mendes, que também fazem participações no CD.

Sexto disco da carreira, “Girassóis de Van Gogh” é resultado de uma seleção entre composições de Sodré dos últimos seis anos. Não à toa refletem a vivência do artista nesse tempo e trazem temas que são sensíveis ao seu olhar, como o desaparecimento das águas, temática das canções Rumo das Águas e Por que? , que teve inspiração, sobretudo, na situação da sua cidade de nascimento, Ipirá.

Sua filha Saphira, de dois anos, – Sodré tem mais quatro filhos com idades entre 31 e 40 anos – ganha homenagem na faixa que abre e fecha o CD, intitulada “O Beijo de Saphira”, uma cantiga de ninar cantada por vozes de crianças. Saphira é fruto do último casamento de Sodré com Dalva, do qual ele veio a ficar viúvo. “Ela, Dalvinha, na verdade é a grande inspiração do CD”, diz ele.

A música que dá nome ao CD, “Girassóis de Van Gogh”, comemora, com uma chula, uma das obras mais famosas do pintor holandês, que mostra doze girassóis numa jarra, uma das telas mais famosas do mundo. “Dalvinha estava fazendo um trabalho sobre girassóis na faculdade e me pediu que eu fizesse uma canção com o tema. Foi quando eu lembrei a experiência incrível que tive no Museu de Van Gogh, diante das obras desse mestre da pintura”, conta Sodré.

Já Dói Dói (Fraternité Egalité), a segunda faixa do disco, é uma referência aos 10 anos em que Raimundo Sodré morou na França, de 1990 a 2000, temporada que ele batiza de auto-exílio. Entre as faixas que ele assina em conjunto com seus parceiros musicais, estão Brincar de Querer (Raymundo Sodré, João Sereno, Kaka Bahia), e Ao Recôncavo (Raymundo Sodré e Jorge Franklin Pereira).

Três canções do álbum trazem a assinatura de outros compositores, mas, do mesmo modo, carregam uma relação emocional com Sodré. São elas O Ferro de Passar Roupa (Carlos Vilela e Gilton de la Cella), Guerreira Rainha (Roberto Mendes e Jorge Portugal) e Não Brinque Comigo (Bule Bule). “Desde o primeiro dia em que ouvi Guerreira Rainha, em 1981, queria gravá-la, cheguei a incluí-la em shows que fiz na Alemanha em 2007 e sempre foi um sucesso. Agora, enfim, está gravada por mim neste CD”, comemora.

O certo é que quem ouve o novo trabalho de Sodré, além de ser fisgado pelas letras que revelam um pouco da personalidade e experiências do artista, faz um passeio delicioso por ritmos tão bem representados por ele, como chula, samba, baião, agueré e ijexá. Assim, “Girassóis de Van Gogh” cumpre a proposta de resgatar e valorizar a cultura nordestina, sem dispensar o olhar para as influências africanas.

“Não estão cuidando bem do nosso legado cultural, precisamos ter mais dengo com o que é nosso. Precisamos dengar as crianças que estão sendo maltratadas nas ruas, precisamos cuidar dos rios e das matas, para que possamos ter um mundo mais harmonioso”, pontua o artista.

Aos 68 anos de idade e 40 anos de carreira, Sodré se mantém jovem no exercício da arte. Fusão de caboclo com negro, de Recôncavo e Sertão, como definiu o santo-amarense Roberto Mendes, “o compositor Raimundo Sodré é uma expressão ímpar da Bahia”.

O novo álbum de Raymundo Sodré foi produzido através de seleção em edital da Secretaria de Cultura da Bahia, com produção musical do maestro Gerson Silva.

SERVIÇO:

CD GIRASSÓIS DE VANGOGH – FICHA TÉCNICA:

Raymundo Sodré – Voz e Violão, Concepção Musical
Gerson Silva – Produção Musical
Gustavo Caribé – Baixo
Léo Bit Bit – Percussão.
Pururu Mão no Couro – Percussão
Ferretti – Percussão
Cleybson Bolão – Percussão
Ângela Lopo – Coro
Andréa Caldas – Coro
Paulinho Caldas – Coro
Marcelo Fonseca – Violino
Asa Branca – Viola
Silvinho Dantas – Sanfona
Kiko Souza – Sopros
Gerson Silva –Cuatro Venezuelano e Tres Cubano

PONTOS DE VENDA: Pérola Negra/ Livraria Cultura/ Midia Loka/ Loja Canabrava

Valor: R$25

LANÇAMENTO DO CD “Girassóis de Van Gogh”

Noite de autógrafos

– Local: Pérola Negra

– Sexta-feira, dia 8, 19h

– Entrada franca

Show oficial

– Local: Largo Pedro Archanjo, Pelourinho

– 30 de abril (sábado), 20h

– Entrada franca

Fonte: Salvador Noticias
Foto: Divulgação

Lena Sena foi empresária do mundo da moda e também do segmento de alimentação. É designer de interiores e paisagista, duas de suas grandes paixões. Também é arteira, como gosta de ser chamada entre os que trabalham com artesanato, atividade que continua a lhe conferir belas criações.

Deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Input your search keywords and press Enter.