Lendo agora:
Peça “Os Sapos” discute as tênues ligações afetivas que unem os casais
Artigo completo 3 minutos de leitura

Peça “Os Sapos” discute as tênues ligações afetivas que unem os casais

Premiado espetáculo de Renata Mizrahi chega a Salvador para um final de semana

A ideia do espetáculo surgiu depois de uma viagem da autora que, isolada numa casa de campo, conheceu dois casais cuja exagerada dependência psicológica e suas fragilidades – como ciúme, ansiedade e excesso de preocupação – se evidenciaram em pouco tempo.

A partir desta experiência, criou uma história que se passa em um dia e uma noite numa casa de campo na serra.

"Os Sapos" fala com humor de como as relações podem atingir níveis primitivos

“Os Sapos” fala com humor de como as relações podem atingir níveis primitivos

 

Uma mulher solteira, Paula,  40 anos, recém separada, chega numa casa de campo achando que vai rever os amigos de infância e se depara com dois casais em crise. Neste lugar isolado, só passa um ônibus por dia, e portanto, ela só poderá ir embora no dia seguinte.

Ela é obrigada a  presenciar e vivenciar as neuroses e histerias dos relacionamentos de Marcelo e Luciana e Claudio e Fabiana . Os Sapos é um espetáculo tragicômico sobre as tênues ligações afetivas que unem os casais.

O texto começa como uma comédia de costumes: leve com diálogos corriqueiros. Aos poucos, Paula e o espectador descobrem a complexidade da relação dos dois casais. As situações vividas pelos personagens se tornam sufocantes e opressoras. Os diálogos ficam ácidos e explosivos.

A direção conduz o espectador para dentro dessa história, fazendo com que ele se sinta parte das relações intimistas vividas pelos personagens. O título da peça é uma referência aos sapos que se escondem no banheiro –  são retirados de lá, mas sempre voltam. E é também aquilo que se engole seco, a não expressão de um sentimento, o silêncio.

Os cinco atores, em cena o tempo todo, embarcam num estratégico jogo de relações, que vão se encadeando cena a cena, revelando, aos poucos, a verdadeira face dos personagens.

Os Sapos fala com humor de como as relações podem atingir níveis primitivos, quando casais são colocados em situação de confinamento.

O projeto de circulação do espetáculo, com patrocínio do Ministério da Cultura e da Petrobras pela região nordeste, prevê, em todas as apresentações, intérprete de libras, para uma maior acessibilidade do público, um bate papo ao final de cada sessão e ainda oficinas gratuitas de dramaturgia e interpretação para artistas e grupos locais, que serão ministradas pela autora/diretora e pelos atores do espetáculo.

Anote

Local – Teatro da Cidade – Villa Campus de Educação – Paralela
Datas – Sexta-feira 15/1 (20 horas); sábado 16/1 (20 horas), domingo 17/1 (19 horas)
Ingressos – R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia entrada)

 

(Fonte: Portal Jornal Tribuna da Bahia / Foto: Clara Linhart/Divulgação)

 

ASSINATURA

 

Lena Sena foi empresária do mundo da moda e também do segmento de alimentação. É designer de interiores e paisagista, duas de suas grandes paixões. Também é arteira, como gosta de ser chamada entre os que trabalham com artesanato, atividade que continua a lhe conferir belas criações.

Deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Input your search keywords and press Enter.