Lendo agora:
Bahia promove ações no Setembro Amarelo
Artigo completo 3 minutos de leitura

Bahia promove ações no Setembro Amarelo

Bahia promove ações no Setembro Amarelo

Na campanha de prevenção do suicídio, uma das iniciativas será o Show Pra Vida, com participação de bandas nesta sexta-feira (2)

No mês em que é comemorado o Setembro Amarelo, campanha internacional de conscientização à prevenção do suicídio, trazida para o Brasil pela Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), várias ações serão promovidas em todo o país, a fim de retirar o tabu que envolve o tema. Na Bahia, será realizado o Show Pra Vida, nesta sexta-feira (2), a partir das 19h, na Praça Tereza Batista, no Pelourinho, com a participação das bandas Psirico, Levaê e Esquina de Minas.

Também na Bahia, no próximo dia 8, acontecerá a mesa redonda “Suicídio: como abordar e prevenir”, no Sindicato dos Médicos da Bahia, localizado na Rua Macapá, em Ondina.

Serviço

Show Pra Vida

Dia: 2/9 (sexta-feira), às 19h

Local: Praça Tereza Batista, no Pelourinho – Bahia

Participação: bandas Psirico, Levaê e Esquina de Minas

Entrada 1kg de alimento não perecível ou materiais de limpeza ou de higiene

Setembro Amarelo

Anualmente, são registrados cerca de 10 mil suicídios no Brasil e mais de um milhão no mundo. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), uma das medidas de prevenção do suicídio é o reconhecimento dos fatores de risco por parte dos profissionais de saúde de todos os níveis de atenção. Por esse motivo, a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), em consonância com a OMS, trouxe para o Brasil a campanha internacional Setembro Amarelo, que tem como objetivo principal a prevenção do suicídio e a defesa da vida. A iniciativa surgiu de uma parceria com a Associação Médica Brasileira (AMB), o Conselho Federal de Medicina (CFM), a Federação Nacional dos Médicos (Fenam), bem como entidades regionais e suas federadas.

O mês de setembro foi escolhido por compreender o Dia Mundial da Prevenção do Suicídio, comemorado no dia 10. Apesar de focar em um mês específico, a campanha é contínua, tendo ações pontuais desenvolvidas neste período. A meta é retirar o tabu que envolve o tema, além de ressaltar a importância do reconhecimento dos fatores de risco para a prevenção. Os dados mais recentes apontam que 96,8% dos indivíduos que cometeram suicídio sofriam de algum tipo de transtorno psiquiátrico, sendo mais comuns os transtornos de humor, esquizofrenia e transtorno de personalidade.

Deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Input your search keywords and press Enter.