Lendo agora:
Após 46 anos, Bienal da Bahia volta com cem dias de evento
Artigo completo 2 minutos de leitura

Após 46 anos, Bienal da Bahia volta com cem dias de evento

Programação terá filmes, ações educativas, exposições, performances e intervenções artísticas

RTEmagicC_Bienalllbahia.png

 

Há 46 anos, a 2ª Bienal da Bahia foi encerrada, dois dias após sua abertura. Era 1968, auge da ditadura, quando dez obras consideradas subversivas foram confiscadas e destruídas pelos militares. Seus curadores, Juarez   Paraíso e Riolan Coutinho (1932-1994), foram presos. A repressão à então Bienal Nacional de Artes Plásticas,
como era chamada, a impediu de continuar e ficou apenas gravada na memória do seu povo.

Quase cinco décadas depois, essa lacuna é preenchida: a Bienal da Bahia ganha a terceira edição, cuja programação – internacional e gratuita – foi apresentada, ontem, no Palácio Rio Branco, no Centro. Cerca de 200 obras de 150 artistas vão circular por Salvador e outras 20 cidades do interior baiano, durante 100 dias. Entre 29 de maio e 7 de setembro, os amantes das artes vão poder conferir ciclos de filmes, ações educativas, exposições, performances, intervenções artísticas e obras de nomes como Yves Klein (1928-1962/ França), Charbel-joseph H. Boutros (Líbano), Luisa Mota (Portugal), Lia Robatto (São Paulo/Bahia), Juarez Paraíso (Bahia), Juraci Dórea (Bahia) e Arthur Scovino (Rio de Janeiro/ Bahia).

O evento de divulgação da programação contou coma presença do Secretário de Cultura da Bahia, Albino Rubim; com os curadores-chefes Marcelo Rezende e Ana Pato; o diretor Executivo da Fundação Hansen Bahia, Elias Gomes de Souza; a diretora do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia, Elisabete Gandara; e personalidades como o ex-secretário de Cultura do Estado Marcio Meirelles e os artistas Maxim Malhado, Lia Robatto e Arthur Scovino. “A Bienal está interessada no depoimento, na memória. É um rompimento como silêncio”, frisou Marcelo Rezende, diretor do Museu de Arte da Bahia (MAM-BA). 

 

(Fonte: Portal iBahia – Laura Fernandes / Foto: Reprodução)

 

ASSINATURA

Deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Input your search keywords and press Enter.