Lendo agora:
5 coisas que você provavelmente desconhece sobre a linguagem dos animais
Artigo completo 3 minutos de leitura

5 coisas que você provavelmente desconhece sobre a linguagem dos animais

351150732005678765_mega

1) Os gatos miam somente para os humanos

Pode até parecer estranho, mas os gatos miam apenas para se comunicar com os humanos, como mostra esse artigo da American Society for the Prevention of Cruelty to Animals. Já para estabelecer contato com outros gatos, os felinos lançam mão da linguagem corporal e de chiados, reservando os miados exclusivamente para seus donos e outras pessoas. O artigo também aponta que os miados podem ter muitos significados que vão desde apenas um “olá” até um pedido por comida ou atenção. A única exceção a essa regra é quando os gatos são filhotes e usam os miados para pedir comida à mãe.

2) Os elefantes têm vozes distintas

Para nós é muito óbvio que os seres humanos têm vozes únicas, mas não paramos para pensar que isso pode acontecer entre os animais também. No entanto, um estudo realizado pela bióloga Andrea Turkalo mostrou que os elefantes também podem ter vozes diferentes. Depois de passar quase duas décadas nas florestas do Congo, a pesquisadora passou a identificar os elefantes individualmente a partir do som que eles emitiam. No momento, Turkalo está trabalhando para interpretar esses sons e criar um dicionário que apresente seus significados.

3) Os golfinhos são capazes de aprender outra língua

A inteligência dos golfinhos – que é motivo para vários estudos e responsável por parte da fama desses animais – também se mostrou capaz de assimilar outras línguas. Isso não significa que o mamífero pode aprender a dizer “obrigado”, mas um experimento demonstrou que um golfinho é capaz de produzir o mesmo som das baleias. Até o momento, os animais não “falaram” a nova língua enquanto estavam acordados, mas emitiram sons bastante parecidos com o de seus semelhantes durante o sono.

4) Os papagaios falam a nossa língua

Não é exatamente novidade que os papagaios são capazes de falar a nossa língua. Com alguma sorte, você até já se deparou com algum papagaio falante por aí. No entanto, o que a ciência busca é entender até onde é possível relacionar a inteligência dos pássaros com a dos humanos. Nesse sentido, alguns pássaros impressionam ao se mostrarem capazes de reconhecer cores, formatos, materiais e assimilar um vocabulário de mais de 800 palavras. Alex, Eistein e Griffin são alguns exemplos de pagagaio-do-congo que ajudam a ciência, como mostra esse documentário.

5) Os cães-de-pradaria têm uma linguagem complexa

Quando pensamos nos animais mais inteligentes do mundo, os golfinhos e os macacos são os primeiros a vir à mente. Mas talvez você mude de ideia ao ver como a linguagem utilizada entre os cães-de-pradaria pode ser tão complexa. Pequenos e ágeis, os roedores do deserto são capazes de descrever seus predadores com uma riqueza de detalhes impressionante, que inclui a espécie, o tamanho e o formato. O estudo realizado com os animais decodificou suas mensagens e descobriu que eles podem, inclusive, informar a cor da roupa de um humano. O mais incrível é que todas essas informações são passadas através de sons que duram frações de segundo.

(Fonte: Portal Eu vi ali – Francisco Serena / Foto: Reprodução)

 

ASSINATURA

Lena Sena foi empresária do mundo da moda e também do segmento de alimentação. É designer de interiores e paisagista, duas de suas grandes paixões. Também é arteira, como gosta de ser chamada entre os que trabalham com artesanato, atividade que continua a lhe conferir belas criações.

Deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Input your search keywords and press Enter.