Lendo agora:
Total de fumantes cai 28% em 8 anos
Artigo completo 3 minutos de leitura

Total de fumantes cai 28% em 8 anos

leis_antitabaco_reduzem_nu__mero_de_fumantes_e_mortes_no_brasil-22330

A pesquisa Vigitel 2013 (Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico) revelou que 28% dos fumantes largaram o cigarro nos últimos oito anos.

O levantamento registrou, ainda, que 11,3% da população brasileira fumam, enquanto que em 2006 o índice era de 15,7%. A frequência maior é entre os homens (14,4%), que fumam mais que as mulheres (8,6%).

Marcelo Marques tinha apenas 14 anos quando deu início aos seus 28 anos de fumante. O microempresário de 42 anos afirma que naquela época não existia restrição para fumantes, que podia fumar em qualquer lugar e quase todomundo fumava.

“Havia propagandas excelentes na TV que associavam o esporte ao cigarro, e essas propagandas funcionavam. Era considerado um gesto natural, e somente as pessoas descoladas e modernas fumavam. Era incentivo atrás de incentivo para fumar”, relata Marcelo. O microempresário parou de fumar há dois meses.

“O que me levou a parar foi o cheiro do cigarro. Não aguentava mais sentir o cheiro nas mãos e na roupa, então eu resolvi parar de fumar.”, revela Marcelo Marques.

Ele conta que, além da determinação em largar o vício, um remédio e um adesivo de nicotina que seus médicos receitaram também o ajudaram.

“Não estou sentindo muita falta. Pensei que seria mais difícil, mas não foi. Eu até sinto vontade, mas quando me lembro do cheiro perco a vontade”, ressalta.

E mesmo com apenas dois meses sem fumar, Marcelo já sente os efeitos da vida sem cigarro. Ele não conseguia correr, nem nadar e até mesmo subir escadas. Qualquer caminhada curta que fizesse já o deixava cansado.

“Realmente melhora tudo na vida da gente. Meu desempenho melhorou muito na academia. Em relação ao que era antes estou muito satisfeito. Se antes não conseguia correr 1 minuto, agora consigo correr três”, completa o empresário.

Menos de 20 cigarros por dia

Além da queda no número de fumantes, outro motivo para comemorar é a redução no número de pessoas que fumam 20 ou mais cigarros por dia.

Eram 4,6% dos brasileiros em 2006 e passou para 3,4% em 2013. O Vigitel 2013 também revelou a redução de fumantes passivos no domicílio, que passou de 12,7% em 2009 para 10,2% em 2013.

No local de trabalho, embora não seja uma redução expressiva, o índice de fumantes passivos saiu de 12,1% e foi para 9,8%.

Ações de combate

O Ministério da Saúde assinou em abril de 2013 portaria que permitiu ampliar o número de unidades e serviços do Sistema Único de Saúde (SUS) que oferecem tratamento aos fumantes. A

tualmente, há 23 mil equipes de saúde de 4 mil municípios, no âmbito da atenção básica, preparadas para ofertar o tratamento para largar o vício de fumar no SUS.

São oferecidas consultas de avaliação individual ou em grupo de apoio, além de medicamentos em forma de adesivos e gomas de mascar com nicotina.

 

(Fonte: Portal Jornal Tribuna da Bahia – Portal Brasil/ Foto: Portal Medical-pe)

 

ASSINATURA

 

ASSINATURA

 

 

Deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Input your search keywords and press Enter.