Lendo agora:
Usuários de site de traição gastam 1,17 hora do trabalho em busca de amante
Artigo completo 2 minutos de leitura

Usuários de site de traição gastam 1,17 hora do trabalho em busca de amante

traicao-marca-de-batom-relacionamento-separacao-1300465950752_300x210Pessoas que traem seus parceiros podem trazer prejuízos às empresas que trabalham, segundo uma pesquisa do site norte-americano de relacionamentos extraconjugais Victoria Milan.

Um levantamento feito com 4.000 usuários do site indica que essas pessoas gastam tempo durante o trabalho à procura de amantes virtuais: 1,17 horas por dia, em média.

Ao todo, 68% dos participantes da pesquisa dizem que interagem com amantes usando o computador pessoal ou seu smartphone durante o horário de trabalho.

Outros 25% aproveitam o tempo em casa para usar o site de relacionamentos.

Apenas 7% dos entrevistados usam outros lugares para se conectar com os amantes pelo site.

Entre aqueles que se conectam com amantes no trabalho, 38% disseram gastar cerca de meia hora do expediente diariamente falando virtualmente com essas pessoas.

Outros 25% afirmaram usar até uma hora de trabalho por dia para manter o contato extraconjugal.

Pelo menos 19% admitiram que consomem entre uma e duas horas do expediente para trair e 18% afirmaram que gastam mais de duas horas online neste tipo de contato.

Nos cálculos do site Victoria Milan, as empresas dos Estados Unidos “perdem” cerca de US$ 17,3 milhões diariamente por conta dessas “escapadas” do trabalho.

O cálculo foi feito a partir da média de horas usada pelos participantes pesquisados para falar online com os amantes, multiplicada pela média salarial que um trabalhador americano ganha por hora: US$ 7,25.

“Hoje temos a vantagem de sermos capazes de nos conectar online com pessoas que procuram as mesmas coisas. Com base em nossa última pesquisa, muitos de nossos membros se conectam uns com os outros durante o horário de trabalho para apimentar a vida”, disse Sigurd Vedal, fundador do site.

Apesar de ganhar dinheiro com a infidelidade, Vedal reconhece que a prática pode causar prejuízo às empresas que empregam esses profissionais.

“Nós apenas esperamos que eles façam isso enquanto estão de folga, porque, se não, as empresas podem perder muito dinheiro”, disse.

(Fonte: Portal Bol / Foto: Reprodução)

ASSINATURA

 

Lena Sena foi empresária do mundo da moda e também do segmento de alimentação. É designer de interiores e paisagista, duas de suas grandes paixões. Também é arteira, como gosta de ser chamada entre os que trabalham com artesanato, atividade que continua a lhe conferir belas criações.

Deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Input your search keywords and press Enter.