Lendo agora:
Pessoas falam mais ‘sexo’ do que há 50 anos, diz estudo
Artigo completo 2 minutos de leitura

Pessoas falam mais ‘sexo’ do que há 50 anos, diz estudo

Pesquisa avaliou evolução do vocabulário da língua inglesa nas últimas cinco décadas e levantou termos abandonados e adotados

166513190
Segundo pesquisadores, o termo passou a ser mais utilizado por conta das amplas dicussões ao redor do tema

Um estudo feito por pesquisadores em linguística da Universidade de Lancaster avaliou as palavras usadas hoje em dia e as comparou com as que eram utilizadas há 50 anos. “Sopa”, “lenços”, “escrita” e “jantar” são bem menos faladas atualmente. Já as palavras “sexo” e “celebridade” tiveram um aumento de uso considerável. As informações são do Daily Mail.

Os pesquisadores classificaram 2,5 mil das nossas palavras mais usadas e compararam-nas com a mesma lista de 50 anos atrás. Os linguistas da Universidade de Lancaster descobriram que “casamento”, “infância”, “Deus” e “religião” caíram em popularidade, mas que “Natal”, “sexo” e “celebridade” subiram.

O objetivo do estudo é criar uma base de vocabulário para o idioma inglês, segundo líder do projeto Vaclav Brezina. Segundo ele, uma explicação para o uso do termo sexo é a ampla discussão que o tema ganhou ao longo dos anos. A pesquisa também levantou a mudança de significados de palavras antigas, com a chegada da tecnologia. Exemplos são “rede” e “usuário”, conotações baseadas em computadores.

A equipe estudou textos em inglês e contabilizou 12 bilhões de palavras, todas escritas ao longo das últimas cinco décadas e atualmente em circulação. O termo “homem” foi 62 vezes menos usado, enquanto “mulher” teve aumento de 34 vezes. “Família” subiu 55 pontos, mas “marido”, “esposa”, “casamento” e “infância” foram menos utilizadas. Palavras como “querido”, “servo”, “fome”, “arado”, “pente”, entre outras, estão desaparecendo do vocabulário, segundo a pesquisa.

(Fonte: Portal Terra – / Foto: Reprodução)

ASSINATURA

Lena Sena foi empresária do mundo da moda e também do segmento de alimentação. É designer de interiores e paisagista, duas de suas grandes paixões. Também é arteira, como gosta de ser chamada entre os que trabalham com artesanato, atividade que continua a lhe conferir belas criações.

Deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Input your search keywords and press Enter.