Lendo agora:
10 passos sobre como os PEQUENOS NEGÓCIOS podem reagir à crise do CORONAVÍRUS
Artigo completo 5 minutos de leitura

10 passos sobre como os PEQUENOS NEGÓCIOS podem reagir à crise do CORONAVÍRUS

Idealizadora da Escola Cafeína, Anajúlia Paes ressalta pontos de atenção que o empreendedor deve ter na gestão do negócio em tempos de quarentena

Muitos negócios tem sido bastante afetados por conta das medidas de contenção ao alastramento do coronavírus. Idealizadora e diretora da Cafeína, uma escola voltada para micro e pequenos empreendedores, Anajúlia Paes não só sente na pele esses impactos como compartilha as dores com seus alunos. Pensando em contribuir para amenizar os efeitos da crise, buscar soluções e abrir os olhos para oportunidades, a empreendedora compartilha algumas dicas de como passar pela quarentena:

1 – Não se desespere, entenda que é uma fase e vai passar

Inteligência emocional é imprescindível nesse momento. É importante respeitar o seu momento de tensão, mas não ficar preso a ele e procurar alternativas. Muitas oportunidades de negócio nasceram da crise. Respire fundo, entenda a situação e faça uma gestão para minimizar os impactos.

2 – Entenda seu cenário e liste todos os problemas possíveis

Estamos vivendo algo sem precedentes e o momento ainda é imprevisível. O primeiro passo é entender todas as conseqüências que seu negócio está sofrendo e pode sofrer caso a quarentena se prolongue. Faça uma gestão por impacto, liste tudo, ordene por prioridade e pense em soluções. Depois avalie o que pode ser feito para gerar resultados positivos e crie estratégias para médio e longo prazo. “Quando planejamos nosso futuro conseguimos potencializar nossas oportunidades”, ressalta Anajúlia Paes.

3 – Analise a sua situação financeira

É o momento de avaliar onde é possível economizar e quais custos podem ser cortados ou negociados. Consulte a possibilidade de pedir carência no aluguel do estabelecimento, converse com seu fornecedor sobre ampliação de prazos para pagamento e foque nos produtos imprescindíveis para manutenção das suas atividades.

4 – Mantenha sua marca ativa e em comunicação com o seu público

Mesmo que seu negócio precise pausar nesse período é importante manter a comunicação com o público. Use bem as redes sociais, lembrando de alinhar com os valores e cultura organizacional da empresa. Se puder continuar atendendo divulgue os processos de cuidado e higienização, mas analise também o que pode oferecer de conteúdo para informar, educar, entreter e gerar empatia com seu público.

5 – Crie produtos ou serviços alternativos e promova ofertas

Esse é o momento de se reinventar. Procure por novos serviços e produtos, mas que tenham relação com a necessidade pontual das pessoas. Verifique também novas formas de vender. Algumas possibilidades são implementar delivery ou atendimento com hora marcada, oferecer voucher com desconto para consumo futuro; criar cursos e produtos digitais; buscar parcerias para combos com outros empreendedores; criar pacote de assinatura para entrega em domicílio. Cada negócio precisa explorar a criatividade e adaptar a sua realidade.

6 – Fortaleça o relacionamento com seus clientes

Mesmo que agora seus clientes não estejam consumindo de você é importante manter o contato. Entenda quais são as suas dores e necessidades e de que forma você pode ajudar, ainda que não seja oferecendo o seu produto/serviço principal. Lembre-se de que negócios são feitos de pessoas e é preciso manter a conexão.

7 – Organize seus processos e revisite seus objetivos

Esse é o momento de fazer um raio x da empresa, revisitar os objetivos, traçar metas e colocar a casa em ordem. Organize ou reestruture seus processos e crie indicadores de avaliação para que sejam mensuradas mesmo à distância. “Quando a empresa tem processos internos bem definidos os impactos quando se muda a rotina são menores”, destaca a diretora da Cafeína.

8 – Use o tempo livre para se capacitar e tirar aquela ideia do papel

Muitos empreendedores reclamam não ter tempo para aperfeiçoar suas habilidades. Essa é a oportunidade de investir em cursos e aprender coisas novas. “Agora estamos vivendo um boom de conteúdo online, inclusive com descontos e gratuitos. Momento também de colocar aquela ideia antiga pra rodar. Comece estruturando tudo que precisa fazer e coloque em prática o que for possível. Isso ajuda a manter o ânimo e esperança nesse cenário de incertezas, aconselha Anajúlia”

9 – Aproxime-se da sua rede de apoio e daqueles que te inspiram

Conecte-se com sua família e amigos e peça ajuda para compartilharem as ações da sua empresa. Seja transparente e compartilhe a situação com sua equipe, clientes e parceiros. Cuidado também para não ficar imerso em “bad news”. Busque estar perto de histórias e pessoas que te inspiram e relembre momentos da sua vida em que precisou ser resiliente.

10 – Respire e reflita sobre o que faz sentido para você

Essa é uma fase de redescoberta e de autoconhecimento. O isolamento social nos convida a refletir não só sobre nossos negócios, mas repensar nossos hábitos, nossas relações e o que faz sentido em nossa vida.

Foto: Divulgação

Deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Input your search keywords and press Enter.